Planejamento para quem está começando na fotografia

O que precisa de mais atenção no início dessa jornada? (cursos, equipamentos, branding, espaço físico…) Como equilibrar os investimentos e a importância de ter esse equilíbrio desde o início. Quando iniciamos em uma carreira, são muitas as perguntas que ecoam na nossa cabeça, não é verdade? Tantas, que fica até difícil definir quais são as reais prioridades naquele momento. Se capacitar, divulgar o seu serviço, investir em equipamentos… Tudo isso em uma só cabeça! Não é fácil. O planejamento para quem está começando na fotografia vai ajudar saber o que precisa de mais atenção no início dessa jornada.

Muitas pessoas deixam para pensar em comunicação no final de todo o processo, e esse é um erro comum. Por mais que você só invista em propaganda ou mídias sociais quando estiver tudo certinho e tiver condições para isso, é importante ter oficializado e esclarecido algumas premissas que te nortearão em todo o processo de estabelecimento da sua marca, o chamado Branding. Já falamos muito sobre isso aqui no blog! Para realmente transformar o seu hobby em um negócio, você precisa aprender a desenhar uma marca sólida, com missão, valores e visão bem estabelecidos!

Outra coisa que vale a sua atenção logo de início é o investimento em equipamentos. Afinal, é a matéria prima do seu trabalho, certo? E o quanto antes você puder começar a comprar, melhor. Pois você adiantará um investimento que é inevitável e, em curto prazo, se livrará deste investimento – até ter que comprar novos!

Se ainda não está ao seu alcance investir nos itens acima, não desanime. Não é por isso que o seu plano de empreender vai ficar parado. Você pode, por exemplo, ir investindo em ganhar conhecimentos através de cursos. Existem diversas opções para todos os bolsos, e uma boa para quem está começando é fazer um curso virtual, que te poupará os gastos de deslocamento. A ressalva aqui é se certificar que a pessoa que está ministra o workshop tem a expertise do assunto, ou seja, será que ela é especialista para falar de tal assunto? Será que esta pessoa faz tudo o que ela ensina em seu negócio?

Mas se no seu caso o seu planejamento já está adiantado – e você já tem uma marca sólida, uma comunicação redondinha e bastante conhecimento adquirido – talvez seja a hora de começar a pensar em juntar dinheiro para ter um espaço físico. Não é algo indicado de imediato, pois o custo de um estabelecimento não é baixo. Ao abrir um espaço, você precisa estar ciente de que tributos, contas de manutenção do local (como água, luz e limpeza, aluguel, por exemplo) serão compromissos mensais seus, e sua empresa deve estar preparada para lidar com isso sem que seja um peso, mas sim um investimento compatível com o momento em que você vive como empresa.

Resuminho básico do que foi falado aqui:

– Comunicação não deve ser um investimento tardio. Invista o quanto antes em um branding, para que a sua marca “vá para a rua” de forma coerente e sólida!

– Nunca é cedo demais para investir em equipamentos. É o tipo de investimento alto, que, quanto mais cedo você fizer, mais cedo você quita!

– Se você precisa começar e não sabe por onde, uma boa dica é investir em cursos. São uma opção mais em conta de começar a sua carreira ganhando conhecimento! Veja aqui o curso o Próximo Passo.

– Já comece a pensar em ter um lugar físico, depois que tudo estiver internamente alinhado na sua empresa. Mas pense bem se é o momento certo! Se você acredita que não é preciso como eu (trabalho em home office), tudo bem. Mas que isto esteja muito bem definido em sua estratégia.

Gostou das dicas? Você adicionaria mais alguma para quem precisa de ajuda no planejamento inicial da empresa?

até a próxima

Silvia

GOSTOU?
Que tal compartilhar?
Share on FacebookPin on PinterestGoogle+

Comentários

comentários