Dicas para Direção de Ensaio para Fotógrafo Iniciante

Não faz muito tempo que eu me sentia como um fotógrafo iniciante, e por isto resolvi falar com você um pouco sobre estilo. Pois sei que este assunto é muito importante e impacta diretamente o nosso trabalho fotográfico.

Quando começamos procuramos saber sobre a maneira de trabalhar dos grandes fotógrafos, não mesmo!? Fica fácil perceber os traços específicos do estilo de direção que cada um carrega. E é super bacana ver a grande diferença que o olhar do profissional – e a sua personalidade – dão à composição da foto. Alguns fazem isso de maneira tão majestosa que o seu estilo se transforma em uma assinatura pessoal. Qual fotógrafo não deseja ter suas fotos reconhecidas à primeira vista, da mesma maneira que pinturas, por exemplo, são reconhecidas pelos fãs de um pintor? É um sonho de todos que estão nessa profissão. Ahhh, quando eu comecei eu ficava “babando” nos trabalhos e falava que um dia eu queria estar onde aquela pessoa estava.

O que esquecemos é que todo grande profissional um dia começou, e passou pelas mesmas dificuldades que todo fotógrafo iniciante passa. Esse fotógrafo iniciante, que pode ser você, com certeza, admirava outros veteranos, e possivelmente demorou a encontrar seu próprio jeito de conduzir a fotografia. Esse é um processo natural da profissão, que não acontece de maneira fácil nem rápida.

Quem está começando agora precisa ter paciência e respeitar o seu próprio processo criativo e técnico, deixando-o fluir em cada ensaio, até que perceba que encontrou sua própria maneira de fotografar, e consiga, assim, consolidar os seus traços pessoais de direção em todos os seus trabalhos – começando a criar a sua assinatura!

Sim, é um processo de inspiração e autoconhecimento, que pode acontecer a passos lentos. Não é proibido se inspirar nesses grandes fotógrafos que citamos no início do post, mas deve haver equilíbrio entre as referências e a sua própria impressão no seu trabalho. Exige foco e intuição! Você não está enganado, é algo difícil mesmo! Por isso, vou te dar algumas dicas que podem te ajudar. Vamos lá?

1. Saiba extrair as informações certas de suas inspirações

Vale se inspirar, sim: A primeira delas é aprender a como extrair inspirações das suas fontes: se você puder observar 3 elementos que te agradam nas obras desses fotógrafos e pontuá-los em sua própria fotografia, observando de que forma esses elementos podem se expressar, será mais fácil não cair na facilidade da “imitação” e dirigir o seu ensaio de uma maneira personalizada, após muito estudo e prática, é claro!

2. Sobre a direção do ensaio

Organização é essencial! Imprevistos existem para todo o tipo de profissional, mas uma dose de planejamento pode te dar segurança e te privar de certas situações que podem te tirar dos trilhos na frente do seu cliente:

Para fotografar crianças: Toda organização é pouca na hora de fotografar os pequenos, que são craques em surpreender! Por isso, pesquise brincadeiras específicas na faixa etária das crianças que estarão no ensaio, assim você pode ter recursos para evitar aquelas crises de desconcentração ou irritações.

Para fotografar famílias inteiras: No caso de fotografar famílias, um questionário para saber os pontos exclusivos que podem ser explorados no ensaio vão te dar uma força e te orientar melhor a como dirigir tudo.

3. Autoanálise é tudo

Observe, reflita, pense e repense sobre todos os seus ensaios com um olhar crítico, pontuando tudo o que mais gostou e menos gostou. Isso te dará uma clareza acerca do que você pode melhorar nos seus próximos trabalhos, tanto sob aspecto técnico quanto artístico. Lembre-se: cada ensaio que você realiza é parte essencial do processo de criação da sua “assinatura”.

4. Criatividade precisa de espaço.

Entre um estudo e outro, lembre-se de dar espaço para a criatividade se manifestar. Ela nunca será a mesma para duas pessoas diferentes, portanto, não se limite em fazer só o que você viu até então. Se apostar no desconhecido, você poderá ser aquele profissional que marcará a história da fotografia, por que não? Basta ter coragem e sensatez para arriscar.

Eu poderia te dar muitas dicas sobre poses ou composições, mas prefiro te encorajar a ser você mesmo e desbravar o seu próprio caminho. Se assim for, você sem dúvidas será um profissional que fará a diferença no mercado – e será reconhecido por isso!

Conta pra mim: qual sua maior dificuldade em dirigir um ensaio?

Ah, e aproveitando, se inscreva para participar do Workshop Gratuito e Online: Como começar seu negócio de Fotografia. acesse: www.meunegociodefotografia.com.br  Você vai amar como trabalhar os passos necessários e essenciais para sua fotografia.

 

até a próxima

Silvia

GOSTOU?
Que tal compartilhar?
Share on FacebookPin on PinterestGoogle+

Comentários

comentários