Fotografia como profissão? Construa uma carteira de clientes

Em qualquer atividade econômica existe uma preocupação em comum: como começar e diversificar a carteira de clientes? Para você que quer ter a fotografia como profissão, isso não será diferente – principalmente para se já está dando os seus primeiros passos no mercado. É preciso chamar a atenção do público em meio a tantos outros profissionais com esse mesmo objetivo.

O principal erro, nesse caso, é ficar parado e aguardando que os clientes lhe procurem. Se você quer investir na fotografia como negócio, deve tomar a iniciativa e fazer de tudo para ser notado. Porém, toda a sua vontade de mostrar o seu trabalho para o mundo deve ser concentrada em ações que tragam resultado, certo?

É por esse motivo que, no post de hoje, preparei algumas dicas muito importantes para você construir e diversificar a sua carteira de clientes já que quer ter a fotografia como profissão. Confira.

1. Aumente o seu networking tendo a fotografia como profissão

Para que os clientes contratem os seus serviços, é preciso que você seja visto, certo? Uma ótima forma de promover sua atividade é aumentando o networking, ou seja, buscar contatos que estejam relacionados às atividades fotográficas que você realiza. Quanto mais pessoas conhecer, maiores são as chances de que você seja indicado por um contato ou até mesmo esbarre em algum interessado no seu trabalho.

Se você quer colocar isso em prática, pode adotar algumas dessas dicas:

  • Participe de eventos para fotógrafos ou que estejam relacionados ao seu nicho de atuação;
  • Frequente locais de encontro entre profissionais autônomos – como os coworkings;
  • Seja ativo em grupos de discussão na internet;
  • Crie coragem para falar com outros profissionais que já construíram autoridade e podem ajudá-lo;
  • Mostre o seu valor sempre que estiver em contato com outras pessoas.
2. Procure novas parcerias

“Se quiser ir rápido, vá sozinho, mas se quiser ir longe, vá acompanhado.” Você já conhece essa frase? Ela representa perfeitamente a importância de estabelecer parcerias. Quando você encontra um parceiro disposto a iniciar uma relação em que ambos saem ganhando, por que não aproveitar a oportunidade?

Um fotógrafo profissional que costuma fotografar eventos e consegue criar uma parceria com uma casa de festas para cobrir as festas todos os finais de semana conseguirá uma boa remuneração, será visto e aumentará o seu portfólio. Por outro lado, a casa de festas também sairá ganhando, pois contará com os serviços de um bom profissional e poderá utilizar as fotos para promover os próximos eventos.

3. Não fique dependente dos seus clientes

Imagine você que quer ter a fotografia como profissão, encontra um cliente que precisa dos seus serviços com muita frequência e paga super bem. Você poderia se acomodar e abandonar as suas ações para diversificar a sua carteira de clientes, mas o que aconteceria quando esse cliente não precisasse mais dos seus serviços?

Depender dos seus clientes nunca é uma boa ideia. Lembre-se que se você quer investir na fotografia como negócio, deve se colocar no lugar de um fotógrafo profissional, e não de empregado. Por isso, nunca deixe de promover a sua marca pessoal e buscar novos clientes!

4. Entre de cabeça na fotografia como negócio

Uma parte de colegas de profissão que querem ter a fotografia como profissão acham que definir um nicho de atuação é um fator de limitação, pois, dessa forma, a quantidade de clientes interessados nos serviços será menor. Porém, a verdade é o oposto dessa lógica: o consumidor está cada vez mais interessado em profissionais que são especialistas naquilo que fazem.

Se você quisesse contratar um profissional para o seu casamento, certamente procuraria por um fotógrafo que é especialista nesse tipo de evento, não é? Segmentar o seu público pode até limitar o seu público-alvo, mas aqueles interessados verão o seu trabalho com outros olhos.

5. Invista no marketing digital

Vivemos em uma época em que é inegável a importância da internet na nossa rotina, e você ao decidir ter a fotografia como profissão pode aproveitar esse mundo de possibilidades. Marcar presença no meio digital tende a ser, facilmente, a melhor forma de diversificar a sua carteira de clientes.

Para isso, basta conhecer o marketing digital – que se trata de uma forma de promoção na internet. Entre as grandes vantagens de sua utilização estão a facilidade em ser visto, os baixos custos e a possibilidade de monitorar os resultados. Parece perfeito, não é?

Ao ter um website, manter um blog atualizado e postar suas fotografias nas mídias sociais, você está construindo um relacionamento com todas aquelas pessoas que acompanham o seu trabalho. E, como você deve imaginar, ser visto pelo público é o primeiro passo para conquistar novos clientes.

Você encontra dificuldades em criar e diversificar a sua carteira de clientes? As dicas apresentadas neste artigo foram úteis para você? Deixe o seu comentário vou adorar saber!

AHHH, E UMA SUPER NOVIDADE: Participe gratuitamente do workshop online – Como Começar o Seu Negócio na Fotografia. Acesse para se inscrever: www.meunegociodefotografia.com.br

até a próxima

Silvia

GOSTOU?
Que tal compartilhar?
Share on FacebookPin on PinterestGoogle+

Comentários

comentários