Estas palavras te assustam?

As palavras marketing, branding e precificação te assustam? Calma, não é um bicho de sete cabeças! Existe uma maneira mais simplificada de tratar desses assuntos, para que você, empreendedor, possa avaliar e verificar as mudanças necessárias a serem feitas na sua empresa.

Para que fique mais fácil a sua visualização, vamos utilizar um exemplo clássico: você sabia que os computadores da marca Apple têm uma margem de lucro de quase 20%? E que vendendo um desses, lucra mais do que a HP vendendo 7 computadores? O que isso quer dizer?

Quer dizer que a vantagem competitiva da marca não se explica só pela qualidade dos seus produtos, tampouco pela sua política de preço. Para se tornar uma das marcas mais valiosas do mundo, a Apple investiu em um trabalho de marca, entendendo a necessidade de ser não só comprada, mas amada pelos seus consumidores. O branding preparou o terreno para que a marca não vendesse só aparelhos tecnológicos, mas um estilo de vida mais moderno, que batia de frente com a tradição oferecida pelo seu concorrente.

O branding, portanto, merece sua atenção antes de iniciar qualquer planejamento de marketing ou de preço. Afinal, antes de ter preço, sua marca deve ter valor. O seu produto é acessível ou exclusivo? A qualidade dele atrai que tipo de nicho mercadológico? Respondendo a essas questões básicas, você pode começar a pensar em estratégias de marketing para o seu negócio.

Você já reparou que tem marcas grandes que fazem pouquíssima propaganda?  Só o plano de marketing te ajudará a filtrar o que tem coerência com seu projeto de branding e traçará estratégias específicas para o seu negócio.

Sabendo o seu valor e o seu foco, será mais fácil abordar o assunto “preço”. Se você tem uma proposta de valor real e a expressa nos meios de relacionamento com o seu público, entenda que nem toda disputa por preço é saudável. Afinal, se o seu preço é coerente com o seu valor, e o seu público alcança os dois, não se preocupe em competir com a sua concorrência, mas sim em entregar uma experiência completa, que justifique o valor pago.

Uma outra estratégia de precificação interessante é balancear os preços dos seus produtos, oferecendo faixas de preços e deixando o seu consumidor a vontade para escolher o mais acessível naquele momento.

Esse assunto rende muito! Quais as suas maiores dúvidas sobre precificação?

até a próxima

Silvia

GOSTOU?
Que tal compartilhar?
Share on FacebookPin on PinterestGoogle+

Comentários

comentários