Como aplicar a metodologia dos 3 pilares para fotografia como profissão

Os 3 pilares da fotografia como profissão são alicerces que tornam o seu negócio bem estruturado e preparado para o mercado.

Saber aplicar os pilares mercadológico, financeiro e administrativo pode ser a diferença entre um profissional bem sucedido e aquele que vai falir.

Você acha difícil colocar esses conceitos em prática? Neste artigo, eu vou te mostrar como implementar os três pilares da fotografia como profissão para transformar a sua carreira. Confira:

Aplicando a metodologia dos 3 pilares da fotografia como profissão

Crie seu roadmap estratégico

O roadmap é uma espécie de mapa estratégico para seu negócio. Nele, você vai dizer onde sua empresa está, onde você quer que ela chegue e o que será feito para que isso aconteça. É nessa última parte que vamos encaixar os três pilares para levar a fotografia como profissão.

Lembre-se: esteja motivado para fazer seu roadmap. É ele quem vai guiar seu negócio, otimizar seu trabalho e transformar seu sonho de levar a fotografia como profissão em realidade. Não importa se você é iniciante ou já está há algum tempo no mercado; esse passo é essencial e deve ser feito com carinho.

Veja agora como abordar cada um dos três pilares da fotografia como profissão no seu roadmap:

Pilar Mercadológico

Estilo

Primeiramente, você precisa entender que tipo de negócio fotográfico vai oferecer. Qual segmento tem a ver com seu estilo? Qual tipo de ambiente e personagem você gosta de fotografar? Que tipo de cliente se sente representado por suas fotos?

Se você ainda não tiver certeza dessas informações, experimente. Até mesmo fotógrafos consagrados podem mudar de área depois de algum tempo. O importante é continuar estudando e experimentando técnicas, ambientes e áreas distintas.

Público-alvo

Há fotógrafos que acreditam que seu cliente ideal é qualquer pessoa que pague pelo seu serviço, mas agora que você é uma empresa, entenda que não é assim que funciona. Até organizações gigantes, como a Coca-Cola, segmentam seu público nas ações de comunicação e marketing. Cada estilo de fotografia atende a um consumidor distinto, e é conhecendo a sua persona que você vai oferecer o melhor produto e serviço para ela.

Descubra o máximo de detalhes possível sobre o modo de vida do seu cliente, região onde mora, qual a área de atuação, classe social, estado civil, faixa etária. Assim, você consegue adequar seus produtos e serviços, seu posicionamento no mercado e até mesmo as suas futuras estratégias de marketing.

Produtos/Serviços

Além do estilo, você precisa definir quais produtos e serviços vai oferecer. Avalie bem seus fornecedores e parceiros,  analisando quais itens têm mais a ver com o seu tipo de fotografia e, claro, os que mais agradam o seu cliente. Pense também na embalagem na qual você vai entregar o produto final.

Posicionamento

Como você quer que seu negócio seja visto e lembrado pelo cliente? A imagem que sua empresa reflete é o que vai guiar a escolha do seu consumidor. Comunique-se de forma única para se destacar diante da concorrência.

O posicionamento também é essencial para que o cliente enxergue o valor agregado ao seu serviço. É a partir dele que você deve trabalhar toda a identidade visual da sua empresa.

Concorrência

Ao analisar a concorrência, você vai descobrir o que ela oferece para o seu cliente e, principalmente, o que ela não tem. É nesse ponto que seu negócio pode se destacar.

Vendas

Você precisa ter uma estratégia de vendas criada especificamente para seu cliente ideal. Afinal, como vender seu produto sem atrair consumidores para sua empresa?

Veja dicas que eu implementei no meu negócio e que fizeram toda a diferença na minha estratégia de vendas:

  • encontre seus potenciais clientes;
  • conquiste seus potenciais clientes;
  • mantenha-os fieis;
  • aumente as vendas para os seus clientes atuais.

Se você está começando, foque seus esforços em encontrar e conquistar clientes.

Relacionamento do cliente

O relacionamento com o cliente não termina na hora da entrega do trabalho. Ter um atendimento pós-venda é fundamental para a fidelização do consumidor.

Lembre-se de que você tem inúmeros canais de comunicação com ele. Tire dúvidas, aceite críticas, dê respostas esclarecedoras e converta visitantes de suas páginas em clientes.

Marketing

Tanto o marketing digital quanto o tradicional (off-line) merecem atenção. Pense em como vai trabalhar sua identidade visual e sua estratégia de comunicação no blog, site, campanhas em redes sociais, inbound marketing, WhatsApp Business, e-mail marketing etc.

Pilar Financeiro

Investimento

Descubra quanto você terá que investir para começar a levar a fotografia como profissão. Pesquise por equipamentos que tenham a ver com o seu tipo de trabalho. 

ROI

O retorno sobre investimento vai responder a grande dúvida de grande parte dos fotógrafos em início de carreira: em quanto tempo o negócio vai retornar todo o dinheiro investido nele?

Esse conceito é importante também para que você estabeleça o preço final do seu serviço.

Fluxo de caixa

Você precisa controlar a movimentação financeira do seu negócio, incluindo o que foi recebido e gasto durante um determinado período de tempo. Para que isso seja possível, você deve registrar todo o dinheiro que entra e que sai do seu negócio. Identifique e separe o que é seu dinheiro e o que é dinheiro da empresa.

Pilar Administrativo

Fluxo de trabalho

Estabeleça dias e horários de trabalho e defina a agenda de cada dia. Com planejamento você consegue ser muito mais produtivo. Lembre-se de estabelecer horários realistas: é bem comum que profissionais que trabalham por conta própria tenham uma carga de trabalho enorme e depois se enrolem para cumpri-la.

Políticas da empresa

Todo negócio precisa seguir regras para ter bom funcionamento. Pense nos prazos de entrega, formas de pagamento e política de devolução para estabelecer uma relação de confiança com seus clientes.

Contrato

O contrato traz a credibilidade necessária para levar a fotografia como profissão. Ele é a forma ideal de trazer segurança tanto para você quanto para o cliente. Tenha um documento que possa ampará-lo legalmente, com cláusulas claras.

Monte o círculo dourado

Também chamado de golden circle, esse conceito foi criado pelo antropólogo e especialista em liderança Simon Sinek. Segundo ele, as empresas que alcançam o coração do consumidor se comunicam de um modo diferente, além do que a concorrência faz. Simon organizou essas diferenças em um gráfico de alvo formado por três camadas (esferas):

  • O quê (what)?: a esfera externa do círculo de ouro;
  • Como (how)?: esfera intermediária;
  • Por quê (why)?: esfera central, o alvo.

Todas as empresas sabem o que fazem, algumas sabem explicar o que fazem, mas poucas sabem por que fazem o que fazem. O círculo central é a causa da sua empresa, aquilo em que você acredita e que vai fazer toda a diferença na hora de cativar o cliente. Simon acredita tanto nesse fator que afirma que as pessoas não compram o que você faz, elas compram o porquê você faz”. E é nisso que você precisa acreditar para levar a fotografia como profissão.

Como você viu, não basta ter técnica para levar a fotografia como profissão. É preciso ter planejamento e implementar os três pilares que vão fundamentar o seu negócio.

Gostou desse artigo com dicas para você levar a fotografia como profissão? Continue aprendendo e descubra também como fazer um planejamento de carreira!

 

até a próxima

Silvia

GOSTOU?
Que tal compartilhar?
Share on FacebookPin on PinterestGoogle+

Comentários

comentários