8 de janeiro – dia do profissional da fotografia | Como é a ser um fotógrafo?

Hoje é dia 8 de janeiro, Dia Nacional da Fotografia e do Fotógrafo. Muitos tem dúvidas sobre essa profissão autônoma que mistura arte, tendências e negócios. Principalmente aqueles que querem seguir essa profissão em 2020. Você quer ser fotógrafo e poder comemorar essa data no próximo ano? Então acompanhe esse artigo. 

 

O mercado de fotografia ainda é um mercado em expansão. Ainda existem muitas oportunidades por nicho, região, estilo e muito mais, pois é uma profissão muito flexível e pode ser reinventada a todo momento.

Nos últimos anos com a queda do emprego formal, muitas pessoas tiveram que aprender novas habilidades para poder exercerem profissões autônomas. Outro movimento que também fez muita gente abrir os olhos para a fotografia é a busca por viver do que ama fazer e transformar hobbies em profissão. Já passou o tempo em que passávamos a vida inteira aturando um emprego mais ou menos, não é?

Ok, ok… você já se identificou com o artigo e está se perguntando: como é ser um fotógrafo e o que eu faço para ser um? Vamos então ao que interessa!

 

Como é ser um fotógrafo

 

Existe uma diferença entre ser fotógrafo e viver de fotografia. Ainda existem muitas pessoas que não conseguiram profissionalizar a atividade e por isso vivem uma vida profissional desequilibrada.

Ser fotógrafo pode ser: não ter horário certo para trabalhar, ter dias exaustivos e outros de zero produção, não ter estabilidade financeira, não ter controle de caixa, passar madrugadas sem dormir tratando fotos para entregar o trabalho no prazo. 

Mas ser fotógrafo também pode ser: encarar o seu dia a dia como uma empresa, ter processos de trabalho definidos, ter clientes fiéis que mantém as finanças do negócio mais estável, ter flexibilidade para a vida pessoal, conhecer lugares diferentes sempre…

Tudo depende do quanto você vai levar a profissão a sério, quanto vai estudar, trabalhar, se informar, se preparar. 

 

O que fazer para se tornar um fotógrafo

 

1 – Comece estudando a fotografia

História da fotografia, os principais fotógrafos da história, conheça os gêneros, as técnicas, as regras já definidas, leia livros de fotógrafos experientes e finalmente faça um curso prático de fotografia técnica para entender uma câmera. 

A fase de estudo é crucial para descobrir suas paixões dentro da área e já traçar ideias para seguir. 

 

2 – Procure ajuda de profissionais

Procure por profissionais da fotografia para te darem dicas e sugestões de equipamentos ou mesmo de mercado. Se ofereça para ser assistente e aprenda o dia a dia da profissão. Acompanhe o trabalho de fotógrafos de diferentes estilos e gêneros. 

 

3 – Compre seu equipamento básico

Não vá com sede ao pote e compre um kit com 5 lentes e diversos acessórios só para começar. Comece com um kit básico: uma DSLR, lente 18-55mm, outra de 50mm e um flash externo. Isso é o suficiente para você aprender a manusear uma câmera, descobrir o que gosta e o que não gosta nela, e assim poder definir mais para frente quais equipamentos vão realmente suprir suas necessidades. 

 

4 – Pratique muito

Convide pessoas do seu meio para serem fotografadas gratuitamente para você praticar. Também aproveite para tentar diferentes estilos, formatos e até mesmo gênero. Tire fotos de paisagem e de pessoas. Urbanas e rurais. A noite e de dia. Posadas e espontâneas. É nesse momento que você descobrirá de fato o que ama fazer dentro da fotografia. 

 

5 – Se divulgue

Aprenda sobre marketing digital e offline, relacionamento com o cliente, fidelização de cliente e tudo o que você precisará para tornar sua atividade rentável. Monte um portfólio digital, um site e páginas nas redes sociais. Crie listas de WhatsApp e Emails. Tudo isso será essencial para tornar o hobbie em um verdadeiro negócio.

até a próxima

Silvia

GOSTOU?
Que tal compartilhar?
Share on FacebookPin on PinterestGoogle+

Comentários

comentários